sexta-feira, 20 de julho de 2007

Os produtos de limpeza e os impactos ambientais


Os produtos de limpeza sempre estiveram ligados a problemas ambientais.

O acumular de substâncias nos rios,lagos e praias que recebem esgotos, pode prejudicar a vida das plantas e animais que vivem nestes locais. Os fosfatos também favorecem a multiplicação de algas vermelhas, que em excesso também prejudicam a oxigenação da água (processo chamado de eutrofização das águas).

Outro problema é que muitos produtos de limpeza possuem substâncias à base de cloro. O cloro em pó ou em pastilhas usado para desinfecção de piscinas,contêm estabilizadores e outras substâncias muito prejudiciais como o mercúrio e outros metais pesados. Estes metais pesados não só contaminam a água da piscina, mas também, as águas subterrâneas, através das descargas da água de lavagem do filtro de areia, chegando aos oceanos. Algumas substâncias derivadas do cloro , além de cancerígenas, têm a capacidade de se acumular na cadeia alimentar prejudicando a fauna e podendo intoxicar os seres humanos pela ingestão de frutos do mar .

Finalmente, é importante realçar que a poluição das águas nos rios, lagos, mares e oceanos ocorre não apenas pelo despejo individual de uma substância, mas também pela reacção química resultante da soma dos inúmeros produtos de limpeza que usamos: detergentes, sabão em pó, amaciador, sabonetes, champôs, pasta de dentes, desinfectantes, limpa-vidros,amoníaco, entre outros. Essa combinação potencializa os impactos sobre a qualidade das águas, sobre a fauna e flora dos ecossistemas, assim como aumenta o perigo para as populações que consumirem estas águas ou se alimentarem desses animais aquáticos posteriormente.

Felizmente já existem detergentes e outros produtos de limpeza ecológicos,que tentam minimizar o impacto ambiental (como é o caso da marca da imagem).

Sugestões para que a limpeza da casa seja menos agressiva, ambientalmente falando:

  • Usar métodos físicos de limpeza na manutenção da casa: varrer,usar o aspirador e o pano de pó. Eles diminuem a necessidade do uso de produtos químicos fortes;
  • Evitar adquirir produtos em cuja fórmula constem componentes como cloro, formaldeído e solventes. É importante não comprar produtos clandestinos, sem embalagem própria ou rótulo que descreva os conteúdos químicos e indique o fabricante;
  • Utilizar trapos na limpeza,em vez de toalhas descartáveis;
  • Procurar conhecer e testar os produtos de limpeza ecológicos que existem no mercado. Dar preferência aos produtos que tenham selo de certificação.
Se tiverem mais sugestões,comentem.

5 comentários:

Sea Spirit disse...

Parabéns pelo trabalho ;)))

Já tinha passado por cá para espreitar e deixar os meus pequenos contributos na matéria!

São temas pelos quais o Tertúlias
também se interessa e tentamos fazer algum alerta (alerta verde)!

Agradecemos a referência na barra lateral ;) e aproveito para informar que possivelmente irei surripiar alguns conteúdos, com as devidas referências, é claro!

Continuação de bom trabalho e um abraço

Ana disse...

Podem surripiar à vontade!As ideias surgem de outras ideias e algumas das coisas que escrevo são-me sugeridas.Eu já tinha ido ao Tertúlias espreitar o alerta verde(também por sugestão de uma amiga) e gostei do vosso trabalho.
Obrigado pelo feedback:)

Nina disse...

O vegcoisas roubou um pedacinho do teu texto.
parabéns pelo alerta. :)
Abraço

http://vegcoisas.blogspot.com/

stelinha disse...

Parabéns!
Eu sou uma astudante e estav pesquisando na internet sobre esse assunto e me deparei com o titulop de sua máterias e achei tudo!não só isso mas aprendi com sua explicação bem feita....

Obrigada...

Park Friends disse...

Muito bom trabalho:)