sábado, 6 de outubro de 2007

Portugal avança com construção de carro eléctrico


A produção industrial do primeiro automóvel eléctrico português, o Eco Vinci, deverá arrancar em Janeiro de 2009 na Maia e resultará de um investimento de cerca de 2,5 milhões de euros, adiantou hoje o director-geral da Retroconcept.

Miguel Rodrigues disse que ainda "é prematuro" avançar um preço de venda ao público deste novo automóvel "amigo do ambiente", mas lembrou tratar-se de um veículo utilitário e que terá por isso de ter um preço competitivo.

Alimentado por energia eléctrica, o Eco Vinci é um veículo sem emissões de dióxido de carbono (CO2). Além disso, na sua construção serão utilizados procedimentos mais evoluídos e logo mais amigos do ambiente, não apenas no processo de fabrico mas igualmente nos materiais utilizados.

De acordo com Miguel Rodrigues, o protótipo funcional do Eco Vinci deverá ficar concluído em Julho do próximo ano, entra em fase de testes em Agosto e, se tudo correr bem, a produção industrial avança em Janeiro de 2009.

O automóvel terá como primeiro cliente a Câmara Municipal do Porto, ao abrigo de um protocolo já firmado entre as duas entidades e que prevê que o protótipo do Eco Vinci comece a circular, em fase de testes, na cidade, ao serviço da autarquia.

Num momento posterior, "o objectivo é alargar o conceito a outras autarquias e mesmo ao mercado internacional", salientou Miguel Rodrigues.

in Ecosfera Público



1 comentário:

Nídia disse...

Mais um carro ecológico: "Lifecar, um carro que não polui - Vai ser apresentado em Genebra um automóvel que não polui, que utiliza hidrogénio e quase não emite ruído."
in http://exameinformatica.clix.pt/noticias/futurologia/996520.html