sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Al Gore ganha prémio Nobel da Paz


O ex-vice-presidente norte-americano, Al Gore, a quem hoje foi atribuído o Nobel da Paz pela sua luta contra as alterações climáticas, afirmou estar "honrado" com a distinção e anunciou que irá doar o prémio à sua Aliança para a Protecção do Clima.

"Este prémio tem ainda mais significado porque tenho a honra de o dividir com o Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas - o eminente corpo científico mundial devotado a melhorar os nossos conhecimentos sobre a crise climática -, um grupo cujos membros trabalham sem descanso e de forma altruísta há vários anos".

Al Gore anunciou ainda que irá doar a sua parte do prémio à Aliança para a Protecção do Clima.

"A minha mulher, Tipper, e eu, doaremos cem por cento do prémio à Aliança para a Protecção do Clima, uma organização sem fins lucrativos devotada a mudar a opinião pública norte-americana e internacional acerca da urgência da resolução da crise climática", indicou.


in Público

Eu sei que há vozes que dizem que o senhor Al Gore só se movimenta pelo clima para proveito próprio e protagonismo.Para mim não interessam as razões,o importante é ele continuar a chamar a atenção para o problema tão grave que é a alteração do clima e suas consequências. Além disso,ele juntamente com a Alliance for Climate Protection,organizou o Live Earth que reuniu mais de dois biliões de pessoas para desencadear um movimento global para resolver a crise climática.

Sejam quais forem as suas motivações,eu apoio este senhor porque os problemas ambientais além de muito graves,atingem toda a humanidade sem excepção.






2 comentários:

Sea Spirit disse...

E tenho dito!!!

A Ana não deixa margem para dúvidas! E eu estou inteiramente de acordo! Independentemente das motições o que importa é que estes problemas sejam falados e tratados!

Temos em mãos um problema muito grave e todas as vozes são bem-vindas!

Um abraço ecológico :)))

Jorge disse...

e ainda há jovens que escrevem assim "O ambiente será um tema crucial nas próximas décadas." http://franciscodelmundo.blogspot.com/

Realmente parece que a luta se torna mais árdua quando ainda acham que guerras a resolver são aquelas em que existem pistolas. O autor do blog daqui a umas décadas arrepende-se do que disse. E voltamos à mesma guerra, contra mentes pequenas que se confortam em sofás à espera do amanhã para se levantarem.