quinta-feira, 30 de julho de 2009

Não há fruta portuguesa?

Hoje estive no Pingo Doce a comprar fruta e espanto! Quase não existe fruta portuguesa à venda nesta cadeia de hipermercados.
Havia de vários países: Brasil, Espanha, Argentina... De Portugal só consegui encontrar umas ameixas...
Eu tento comprar comida com uma pegada ecológica mínima e para isso tenho em conta o número de quilómetros que percorreu até chegar ao meu prato.
Se os supermercados portugueses não compram fruta portuguesa, então como poderemos nós, consumidores, comprar o que é nosso?
Isto levanta uma série de questões,não só a nível ecológico, mas também a nível económico.Se comprarmos o que é nosso, estamos a assegurar postos de trabalho e a dinamizar a economia nacional. Além disso,na minha modesta opinião, a fruta portuguesa é incrivelmente superior à estrangeira a nível de qualidade.
Existem outro supermercados em que não me costumo deparar com esta situação como é o caso do Modelo e Continente.
Por isso, senhores do Pingo Doce acabaram de perder uma cliente...

11 comentários:

Andreia disse...

Estou completamente de acordo, eu pessoalmente há bastante tempo que evito comprar fruta estrageira pela mesma razão e desde há uns bons meses que compro a minha fruta e legumes na baixa de Coimbra, no chamado "comércio tradicional", pois além de ter em conta tudo o que já foi dito antes, também estou a ajudar os pequenos comerciantes que também precisam, porque já basta o dinheiro que deixo nas grandes superfícies com as outras compras.
Outra opção é irmos ao mercado municipal, que compramos directamnte ao produtor.

Ana disse...

Olá Andreia,
Obrigada pelo comentário.
De facto a opção de comprar ao produtor é a opção mais indicada,até porque geralmente se conseguem preços mais reduzidos e muitas vezes a fruta e vegetais são de melhor qualidade.
No entanto,a vida quotidiana nem sempre me permite esta opção,com muita pena minha.
Apoio imenso o comércio tradicional e penso que deveria ser mais dinamizado.Mas mais uma vez esta mudança de paradigmas da sociedade que faz com que trabalhemos até horas que antigamente seriam impensáveis faz com que as grandes superfícies tenham uma vantagem competitiva que é a de estar abertos mais horas e mais dias...
Apoio os países nórdicos,nomeadamente Suécia,em que raramente se trabalha depois das 17h30,aproveitam mais o dia e passam mais tempo com a família e curiosamente produzem muito mais que nós...

Abraço
Ana

Nídia disse...

Também tomo atenção especial de onde vêm as frutas e os vegetais.
E se bem que sou cliente do referido supermercado, quase nunca lá compro fruta, pois além de não ser portuguesa, vem cheia de embalagem e bem que pode parecer muito bonitinha, mas não sabe a nada.

Nídia disse...

Ainda sobre o tema, nomeadamente sobre os países nórdicos.
Este ano fui conhecer a Holanda, que pratica o mesmo horário de trabalho da Suécia, e realmente têm uma qualidade de vida espectacular.
Para além do mais têm uma rede de ciclovias de fazer inveja, com a vantagem acrescida de o país ser praticamente plano.
A rede de comboio também é extremamente eficaz.
Adorei e por mim tinha ficado por lá! :)

Ana disse...

Eu quero ir para a Holanda ou Suécia!
Estou farta de Portugal!

João disse...

Ola Ana! Mas em que cidade foste ao pingo doce?? É que onde eu estou até encontrei alguma fruta. Mas sem qualquer tipo dúvida que dou-te toda razão, se isso te aconteceu. E ja encontrast trabalho?
Eu ainda não, continuo á procura...

Beijos

Ana disse...

Olá João,
Não estou a ver quem és.
Fui às compras em Lisboa e já não é o primeiro Pingo Doce em que já verifiquei essa situação.
Sim estou a trabalhar...

Abraço,
Ana Portugal

João disse...

Ainda bem que cnseguistE trabalho :) e em lisboa melhor...
Sou o Joao da UBI.

Beijinhos

Ana disse...

Olá João,
Calculo que sejas o João da minha turma.
Isto não está fácil de arranjar emprego e na nossa área então...
Quando cheguei a LX cheguei à conclusão que licenciados em Marketing aqui não faltam com a agravante de pouca gente saber onde é a UBI.
Não desanimes...

Bj
Ana

∫µℓiع disse...

Realmente também já reparei nisso no Pingo Doce. Hoje surpreendi-me no Jumbo ao encontrar fruta e vegetais portugueses, no entanto não há muita variedade.
E surpreendi-me também ao encontrar um canto de uma prateleira de detergentes, lava-chão, lava-vidros, etc ecológicos. ;)

Já te disse que gosto imenso do teu blog? ;)

Renato Alves disse...

Olá Ana, Não podia estar mais de acordo com o teu comentário. Parabéns pelo post "alerta". Uma coisa que ajuda a "mudar o supermercado" é reclamar na loja (ou para o serviço ao consumidor:))- infelizmente a falta de fruta portuguesa é uma prática comum a quase todos os supermercados das grandes cadeias!!