quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Áustria converte central nuclear em central para produção de energia solar


A única central nuclear austríaca, em Zwentendorf, a 50 quilómetros de Viena, nunca chegou a funcionar e está abandonada há 30 anos, desde que o povo austríaco rejeitou o nuclear no referendo de 5 de Novembro de 1978. Agora prepara-se para ser convertida em unidade para produção de energia solar.

A central de Zwentendorf foi construída de 1970 a 1978, com um custo de 380 milhões de euros, e era para ser a primeira de seis centrais nucleares na Áustria.

Em 1999, o destino da central de afastou-se definitivamente do nuclear, quando os austríacos inscreveram a renúncia à energia nuclear na sua Constituição, salienta hoje um artigo publicado no “Le Monde”.

A central, cuja licença para produção de energia continua válida, foi comprada em 2005 pelo EVN. Dentro de meses, serão instalados painéis solares na fachada de betão da central, no seu telhado e em parte dos 14 hectares de terrenos adjacentes. No entanto, a produção de energia solar será modesta: com um máximo de três megawatts, a central fornecerá energia para mil habitações.

A longo prazo, a EVN pretende instalar naquele local uma central a biomassa.

A Áustria tem de reduzir as suas emissões de gases com efeito de estufa em 13 por cento em relação a 1990 até 2012, no âmbito do Protocolo de Quioto.

in Ecosfera Público

2 comentários:

Dina disse...

Eu acho que foi a maneira mais sensata que a população da Áustria fez ao votar contra a energia nuclear, e a ideia de transformar este projecto em energia solar foi uma ideia muito positiva.

Ana disse...

Concordo plenamente!Fala-se muito de Portugal adoptar a energia nuclear e penso que esse é um erro tremendo em termos de sustentabilidade.Essa é uma solução apenas a curto prazo,mas com repercussões desastrosas para as próximas gerações.