sábado, 8 de maio de 2010

Poluição pode ser transformada em CDs


Foram descobertas duas novas técnicas para produzir plástico a partir da emissão de gases poluentes de indústrias. Os cientistas descobriram que o dióxido de carbono que sai das chaminés pode ser aproveitado para fazer CDs e DVDs.

O estudo foi apresentado nos Estados Unidos da América pelo químico alemão Thomas E. Muller e pelo japonês Toshiyasu Sakakura. O projecto promete combater a poluição e reduzir o preço dos CDs, já que seria possível produzir mais e a um custo menor.

«O dióxido de carbono (CO2) é uma substância que está disponível em abundância, principalmente no fumo que resulta da queima de carvão e de outros combustíveis fósseis», afirma Müller, que realizou o estudo a pedido da empresa alemã Bayer. «À conta do baixo valor (do dióxido de carbono), se conseguirmos substituir outros materiais, conseguiremos ser ecológicos e económicos ao mesmo tempo».

Toshiyasu Sakakura apresentou uma técnica semelhante no encontro anual da Sociedade Química Americana. Sakakura demonstrou que é possível usar o dióxido de carbono para transformar materiais em plásticos e componentes para pilhas e baterias. Uma técnica que é ainda mais barata que a reciclagem destes materiais, segundo o cientista.

in IOL Diário

3 comentários:

Guakjas disse...

É uma noticia muito boa...

Espero que vá para a frente!

O lixo vai ser útil!


Beijinhos

Ana disse...

É verdade!Ainda poderia ser mais se fossem feitos os devidos esforços!
Beijos ó desaparecido

Anónimo disse...

http://poluicaoeconsequencias.blogspot.com/